Uso do inseticida biológico Beauveria bassiana para o controle da broca do café

Introdução:

Beauveria bassiana

Beauveria bassiana é um fungo entomopatogênico (fungo que causa doença em um inseto), que ocorre naturalmente nos solos de todo o mundo. O mecanismo de ação desse fungo é o seguinte: os esporos da Beauveria bassiana atingem o inseto, germinam e penetram na sua cutícula, colonizando assim os órgãos internos do hospedeiro. Durante o processo de infeção ocorre una liberação de toxinas no interior do inseto, mudando seus hábitos e levando à morte.

Inseticida biológico Beauveria bassiana

Este processo ocorre entre 2 a 7 dias após o contato, dependendo das condições climáticas. Os insetos infetados pelo fungo tornam-se duros e cobertos por una camada pulverulenta de cor branco.

Broca do Café

A Broca do Café (Hypothenemus Hampei) é um pequeno besouro preto, com corpo cilíndrico e recurvado para a região posterior. É uma das pragas que causa maiores prejuízos à cultura do café.

broca do cafe Inseticida biológico Beauveria bassiana

As fêmeas adultas fecundadas perfuram os frutos e abrem uma galeria onde farão sua postura. Uma vez eclodidos os ovos, inicia-se o processo de destruição parcial ou total da semente pela ação das larvas e/ou fungos que penetraram na galeria, causando apodrecimento da mesma. Após a fecundação das fêmeas nos frutos, estas os abandonam e vão atacar novos frutos e continuar os seus ciclos reprodutivos. Os principais danos à produção é a perda sensível de peso de cada grão, além de comprometer seu aspecto e sabor.

Controle da broca do café:

Monitoramento e amostragem:

O ataque da Broca do Café (Hypothenemus Hampei) é favorecido por condições de alta umidade e temperatura.

Realizar um monitoramento da praga com armadilhas com feromônio de agregação sintético, colocando 2 armadilhas por hectare. As armadilhas devem ser colocadas à altura de 1 a 2 metros e devem ser avaliadas semanalmente

Realizar uma amostragem de 100 frutos/planta, sendo 25 de cada face totalizando 50 plantas/talhão. Contamos os frutos sadios e os brocados, e realizaremos o controle quando a percentagem de frutos brocados em função dos sadios seja igual ou maior a 5%

Broca_do_cafe__topo__2010102094934

Controle:

Para o controle biológico da Broca do Café (Hypothenemus Hampei) recomendamos o uso de Ballveria, inseticida formulado a partir de esporos do fungo Beauveria bassiana junto com o bio-fertilizante Bokashi líquido.

Recomendamos fazer um tratamento preventivo no inicio das chuvas. Com o monitoramento com armadilhas pode-se detectar a presença ou não da Broca depois da primeira aplicação. Refazer a aplicação aos 30 dias após a primeira se o monitoramento com armadilhas confirma a presença da praga.

Em cada aplicaçao usamos 200g/ha de Ballveria e 2 litro de Bokashi. Aplicamos outros dois litros de bokashi no solo (na saia do cafeeiro).

Sendo Beauveria bassiana um organismo vivo, é importante respeitar as seguintes recomendações para ter sucesso no controle da mosca branca:

  • Aplicar nas horas mais frescas do dia, preferencialmente no final da tarde, ou ainda no início da noite.
  • Evitar aplicação em condição de temperatura acima de 27 Cº
  • Evitar aplicação na presença de ventos fortes
  • Não aplicar com umidade relativa do ar abaixo de 70%.
  • Não aplicar em período de chuvas intensas.
  • Aplicar sempre com un intervalo mínimo de três dias apôs do uso de fungicidas.

Autor Miguel Lancho

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

-PICANÇO, Marcelo Coutinho – PROTEÇÃO DE PLANTAS: Manejo integrado de pragas. Viçosa, MG – 2010

O uso de fungos entomopatogênicos no Brasil – Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento – no 22- setembro/outubro 2001

ALVES, S.B. & PEREIRA, R.M. Produção de fungos entomopatogênicos. In: S.B. Alves (ed.), Controle Micro- biano de Insetos, 2a ed., p. 845-869. Piracicaba, FEALQ, 1998.

LORD, J. Mycotech receives EPA registration of improved Beauveria bas- siana products. SIP Newsletter, 29: 19-20, 1997.

LAURENTINO, MEDEIROS COSTA Descrição e caracterização biológica da broca-do-café (Hypothenemus hampei, Ferrari 1867) no Estado de Rondônia. (Documentos / Embrapa Rondonia, ISSN 0103-9865 ; 90)

SOUZA / REBELLES REIS / SILVA. Como monitorar e controlar a broca-do-café com eficiência Circular Técnica nº67, set/2009, da Embrapa – Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais. Adaptação Acarpa, jan/16

CASTELLANI BOARETTO M. A; SANTOS BRANDÃO A L. Utilização de feromônios no controle de pragas vitória da conquista, ba maio/2000

MACHADO BENASSI Manejo da broca do cafeeiro: novas alternativas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s