Características e identificação de Helicoverpa armigera

Helicoverpa armigera é uma espécie de lagarta identificada recentemente no Brasil, que tem causado perdas econômicas significativas aos sistemas de produção, estimando-se um prejuízo nas lavouras do país de mais de R$ 1,4 bilhão.

lagarta-helicoverpa

Trata-se de uma praga muito severa que ataca principalmente as lavouras de milho, soja e algodão. Além dessas culturas, foi também identificada em tomate, pimentão, feijão comum, sorgo, caupi, milheto, café e citros, dentre outras plantas.

H. armigera possui grande capacidade de dispersão (os adultos podem migrar uma distância de até 1.000 km) apresenta alta capacidade de sobrevivência em condições ambientais adversas, tais como excesso de calor, frio ou seca. Associado a isso, é considerada uma espécie altamente polífaga, ou seja, que apresenta a capacidade de se desenvolver em ampla gama de plantas hospedeiras. Suas larvas têm sido registradas se alimentando e/ou causando danos em mais de 100 espécies de plantas, sejam elas cultivadas ou não.

donos-helicoverpa-armigera-fumo

A identificação da lagarta Helicoverpa armigera  é complexa, sendo quase impossível identificá-la no campo e separá-la da Helicoverpa zea. Apenas exames laboratoriais têm condições de diferenciá-las.

Características e identificação de Helicoverpa armigera

H. armigera é um inseto de metamorfose completa, passando no seu desenvolvimento biológico pelas fases de ovo, lagarta, pré-pupa, pupa e adulto. O ciclo de vida do inseto é em torno de um mês, o que permite a existência de várias gerações anuais e contínuas especialmente nas áreas mais quentes.

As fases de seu desenvolvimento são:

Ovo

ovo_de_helicoverpa_armigera-300x214
Ovos de Helicoverpa armigera.Foto: Bayer CropScience

Os ovos apresentam nervuras longitudinais por toda a superfície exceto na porção apical e tem um comprimento entre 0,42 mm e 0,60 mm e uma largura entre 0,40mm a 0,55 mm. São de coloração branco-amarelada com aspecto brilhante tornando-se marrom-escuro próximo do momento de eclosão da larva, durando o período de incubação em média 3,3 dias.

A oviposição é normalmente realizada durante a noite, colocando o inseto seus ovos, de forma isolada ou em pequenos agrupamentos, na face superior das folhas ou sobre os talos, flores, frutos e brotações terminais.

Lagarta

Este período larval é completado com o desenvolvimento de cinco ou seis distintos instares e pode durar de 2 a 3 semanas, dependendo das condições climáticas.

helicoverpa-armigera-controle2

São detalhes característicos da lagarta a sua cápsula cefálica de cor parda clara, linhas finas brancas laterais e a presença de pelos. Outra característica observada é que quando perturbada, apresenta comportamento peculiar, encurvando a cápsula cefálica até o primeiro par de falsas pernas, e assim permanecendo por algum tempo.

variacao_de_cor_dos_ultimos_instaresOs primeiros instares larvais apresenta coloração variando de branco-amarelada a marrom-avermelhada e cápsula cefálica entre marrom-escuro a preto, alimentam-se inicialmente das partes mais tenras das plantas.
À medida que as larvas crescem, adquirem diferentes colorações variando do amarelo-palha ao verde, apresentando listras de coloração marrom lateralmente no tórax, abdômen e na cabeça, podendo o tipo de alimentação utilizado pela lagarta influenciar na sua coloração.

formato_sela
Desenho esquemático ilustrando a presença de tubérculos escuros no primeiro e no segundo segmento abdominal

A partir do quarto instar, as lagartas apresentam, no primeiro segmento abdominal, o formato de “sela”, devido à presença de tubérculos abdominais escuros e visíveis.

Pré-pupa

A fase de pré-pupa compreende o período entre o momento em que a lagarta cessa a sua alimentação, até a fase de pupa.

Pupa
pupa_de_helicoverpa_armigeraEste estágio dura entre 10 a 14 dias, ocorrendo o desenvolvimento pupal no solo. A pupa apresenta coloração marrom-mógno e superfície arredondada nas partes terminais

 

 

 

Mariposa

machos_femeas_helicoverpa_armigera

O adulto da lagarta é uma mariposa com cerca de 40 mm de envergadura. As fêmeas apresentam longevidade média de 11,7 dias e tem as asas dianteiras amareladas. Os machos apresentam longevidade média de 9,2 dias. Suas asas são cinza-esverdeadas com uma banda ligeiramente mais escura no terço distal e uma pequena mancha escurecida no centro da asa, em formato de rim. As asas posteriores dos machos e das fêmeas são mais claras, apresentando uma borda marrom na sua extremidade apical.

DANOS CAUSADOS 

As lagartas de H. armigera podem se alimentar tanto dos órgãos vegetativos como reprodutivos das plantas, mas tem preferência pelas estruturas reprodutivas como botões florais, frutos, maçãs, espigas e inflorescências, causando deformações ou podridões nestas estruturas ou até mesmo a queda das mesmas.

Na cultura da soja, as larvas de H. armigera podem atacar as folhas, mas tem preferência pelas vagens, sejam elas em desenvolvimento ou já completamente formadas.

danos_causados_pela_lagarta

Na cultura do milho, ao eclodir, as larvas consomem os grãos em desenvolvimento e além deste dano direto é comum ocorrer infecções bacterianas secundárias. As larvas também podem se alimentar das folhas do cartucho, das folhas mais desenvolvidas e do pendão.

Autor: Miguel Lancho Jiménez

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

-PICANÇO, Marcelo Coutinho – PROTEÇÃO DE PLANTAS: Manejo integrado de pragas. Viçosa, MG – 2010

-PAPA, G. Proteção de Plantas – Métodos de Controle de Pragas e Manejo Integrado. Viçosa, 2010.

– MUNDO HORTA – Como controlar lagartas

– AMTEC BIOAGRÍCOLA -Inseticida biológico a base de Bacillus Thuringiensis

-PENTEADO S R. “Defensivos Alternativos e Naturais”

Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia – Sistema push – pull

Andreza Fantine Helicoverpa armigera

Embrapa –  Alerta Helicoverpa

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s